Como aproximar cães e gatos

Clique aqui para entender como adestrar seu cão.

Muitas pessoas já têm gatos em casa e acabam comprando ou ganhando um cachorro. Aí começa o problema. Como aproximar cães e gatos?

Comprou um cãozinho e quer adestrá-lo? Então clique e conheça o meu método aqui.

Cães e gatos são inimigos e tendem mesmo a brigar devido a sua natureza. Mas, os cães mais jovens, em especial os filhotes, gostam muito mais de brincar do que de atacar outros animais. Por isso, esse é o período ideal para aproximá-los dos gatos que você tenha em casa. Crescendo juntos, cães e gatos podem se tornar grandes amigos e conviver muito bem!

No caso de cães mais velhos, uma certa animosidade é inevitável, por isso o ideal é limitar o acesso com os gatos em um primeiro momento até que eles se acostumem um com a presença do outro.

Ir aproximando cães e gatos aos poucos é o melhor método para controlar os instintos de ambos. E, com a convivência diária, a tendência é que eles se aproximem e percebam que não tem o porquê de serem inimigos.

Como adestrar seu cão você mesmo! Veja aqui.

Dicas para aproximar cães e gatos

1 – Apresente cães e gatos o mais cedo possível

Se filhotes, melhor ainda. Dê aos dois a oportunidade de ficarem perto na sua presença, mesmo que o cão já seja um pouco mais velho. A presença do dono costuma diminuir as chances de um ataque do cão e deixar o gato mais familiarizado com a presença do cachorro.

2 – Castrar o cão

Cães castrados ou esterilizados costumam ter um comportamento menos agressivo, tanto em relação a gatos assim como a outros cães.

3 – Brinque bastante com o seu cachorro

Levar o seu cão para passear com frequência (longe da presença do gato), faz com que ele gaste energia e fique mais calmo, o que ajuda o cachorro a interagir melhor com o gato durante o restante do dia, já que a sua tendência a atacar fica bem menor.

4 – Adestramento do cão

Nada como um bom treinamento de obediência para ensinar um cachorro a conviver bem tanto com gatos como com outras pessoas. No meu livro, ensino alguns treinos de obediência muito eficientes e simples de serem executados.

5 – Caso o cão ataque o gato

Caso seja inevitável e o cachorro ataque o gato, jamais tente separá-los usando a força física. Nessa hora, o cão está agindo por puro instinto, fica extremamente agressivo e pode morder.

Por isso, no caso de um ataque, o ideal é jogar um copo de água nos dois. É bem mais seguro e funciona. Se tiver uma mangueira por perto, melhor ainda.

6 – Cada um no seu quadrado

Tenha locais separados para o seu cão e o seu gato. Isso é importante especialmente quando você não estiver por perto para observar o comportamento deles e evitar brigas.

Se você gostou das dicas e pensa em adestrar o seu cão para evitar ataques e melhorar a convivência em casa, conheça o meu método de adestramento e veja como o seu cão vai conviver bem com o gato.

Clique e assista ao meu vídeo sobre adestramento!

Deixe um Comentário